Entenda como funciona a terceirização da mão de obra

Muito se ouve falar sobre terceirização de mão de obra e de quanto essa prática pode ser econômica para as empresas, sobretudo no atual cenário nacional de crise. Mas você sabe exatamente como funciona esse processo de terceirização? No post de hoje explicaremos o que é, como surgiu e como funciona essa prática. Confira:

O que é a terceirização da mão de obra?

Podemos definir a terceirização da mão de obra como o processo em que uma empresa contrata uma outra empresa para realizar determinado serviço. Assim, a organização pode ter colaboradores que ocupem seu espaço físico, mas não sejam seus contratados. Os serviços de limpeza e segurança, por exemplo, geralmente são terceirizados nas grandes empresas.

A terceirização da mão de obra surgiu durante a Segunda Guerra Mundial, nos Estados Unidos, em um momento em que as indústrias de armas de fogo tiveram de aumentar em larga escala a sua produção. Como a demanda era muito grande, essas indústrias passaram a se dedicar apenas à finalização do produto, ou seja, montar as armas, terceirizando a fabricação das peças para outras organizações.

A partir de então, o processo tem sido adaptado à realidade de cada empresa, passando a ser uma solução eficaz e econômica, principalmente, para empresas de pequeno porte, que não dispõem de recursos financeiros e nem de estrutura suficiente para tomar frente de todo o processo de fabricação do produto.

No Brasil, a prática de terceirização de serviços surgiu na década de 1980 e tem ganhado cada vez mais empresas adeptas.

 A terceirização prejudica o trabalhador?

Esse é mais um mito criado sobre a terceirização. No início dessa prática e tipo de contratação, muito se argumentava sobre os “prejuízos” em relação aos direitos trabalhistas, mas, conforme previsto na legislação brasileira pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), os trabalhadores terceirizados devem manter os mesmos direitos que os demais.

Portanto, esse trabalhador não pode ser prejudicado, já que, também, têm seus direitos reconhecidos por lei.

Por que terceirizar é uma vantagem para as organizações?

A principal vantagem de uma empresa terceirizar seus serviços, e até mesmo alguns de seus departamentos, é a de não ter a necessidade que se especializar em atividades que não são de sua competência.

Assim, uma empresa que fabrica equipamentos para indústria, por exemplo, não precisa de um gestor que entenda de manutenção de máquinas de solda, pois ele pode contratar uma empresa terceirizada especializada nesse tipo de trabalho. O mesmo acontece com os setores de limpeza, segurança, entre outros.

Atuando dessa forma, os gestores da fábrica de equipamentos para indústria não precisam se preocupar com atividades diferentes de suas especialidades, podendo investir energia e recursos na melhoria do produto final.

Todas as áreas de uma empresa podem ser terceirizadas?

Não. De acordo com a legislação brasileira, apenas os setores que não sejam o de atividade principal da empresa podem ser terceirizados.

Se continuarmos usando o exemplo da fábrica de equipamentos citado anteriormente, podemos dizer que essa empresa pode terceirizar qualquer setor exceto os que estão relacionados à fabricação de seus produtos propriamente ditos.

Em abril de 2015 foi aprovado pelo câmara de deputados, o projeto de Lei nº 4330/2004, que já tramita há mais de 10 anos. 

O projeto de lei, que ainda não foi aprovado pelo senado, prevê a abrangência tanto para atividades-meio como para atividades-fim. As obrigações trabalhistas também devem passar a ser de responsabilidade somente da empresa terceirizada, tendo a contratante apenas que fiscalizar

De modo geral, a terceirização de mão de obra é muito benéfica para as empresas, possibilitando seu crescimento e expansão, gerando cada vez mais empregos e impulsionando a economia.